06/05/2016

QUADRADOS DE COCO E CARDAMOMO - Vegan e Glúten Free

Queridos Amigos

Com este tempo de chuvinha, muita gente me tem dito hoje que só lhe apetece comer doces.
Então lembrei-me de vos adoçar o fim de semana e partilhar convosco uma sobremesa que é das mais feitas aqui em casa e que é também excelente em ocasiões de festa. Todos adoram.
Além de ser muito fácil de fazer, pode ser saboreada sem culpa, o que faz dela uma sobremesa excelente.

Esta é uma das receitas do meu 2º livro que tem imensas sobremesas, todas elas vegan e na sua maioria sem glúten.

Algumas advertências a esta receita. 
  • O amido de milho (a tradicional Maizena) deve de ser sempre biológico, tal como se utilizarem geleia de milho. Isto porque em Portugal se consome milho transgénico. 

Numa loja de produtos biológicos encontram facilmente estes dois ingredientes sem serem GMO. A partir daí é que esta sobremesa é mesmo deliciosa e sem qq tipo de culpa :-)



Ingredientes:
Leite de coco – 1 lata
Água – o equivalente à lata usada
Agar agar – 1 c. sopa
Amido de milho bio – 1 c. sopa
Geleia de milho/agave/arroz – 2 c. sopa
Raspa de 1 limão (com parte branca)
Cardamomo em pó – 1 c. sobremesa

Cobertura: Bolacha sem glúten ralada ou compota de fruta

Modo de preparação:

Misturar todos os ingredientes, excepto a raspa de limão e bater bem numa trituradora, ou bimby ou copo de batidos.
Levar a lume brando até engrossar um pouco.
Retirar do lume e juntar a raspa do limão. Deixar arrefecer por breves minutos e deitar numa taça ou tabuleiro rectangular.
Levar ao frio para solidificar.

Quando estiver sólido, cortar em cubos e cobrir com a bolada ralada ou a compota, que fica excelente também.

Aproveito para informar que vou estar este fim de semana no LX Factory na Loja Organii a dar um wshop de snacks de verão. Serão 3 snacks, com os mais variados ingredientes e que são maravilhosos e nutritivos até para se levar para a praia, ou para aquelas fomes a meio da manhã ou ao fim da noite e até para as crianças.
Uns serão de grão cozido, outros de arroz tufado e gengibre, outros de caju e cenoura :-)
é obrigatória a inscrição e podem ver tudo aqui





02/05/2016

WORKSHOP MEZINHAS CASEIRAS - Cosmética, Detergentes, Mezinhas Ancestrais e muito mais...




Queridos Amigos

Sempre que compramos um produto, seja de cosmética (um shampoo, um gel de banho,um desodorizante, uma pasta de dentes, uma maquilhagem), de limpeza, um protector solar ou um simples ambientador, nunca pensamos que por detrás desse produto podem estar ingredientes altamente tóxicos e que usados continuamente podem provocar danos graves e sérios na nossa saúde. 
Diariamente, utilizamos uma imensa gama de produtos na nossa pele. Seja na nossa higiene (tomar banho, lavar o cabelo, escovar os dentes, desodorizantes), seja na nossa beleza (maquilhagem e cremes de beleza) e nem pensamos que poderemos estar expostos a uma imensa quantidade de produtos tóxicos. 
Olhar a composição desses produtos pode ser uma verdadeira aula de química, pois encontramos  emulsionantes, conservantes, corantes, espessantes, solventes, fragrâncias, derivados de petróleo, etc… e na maioria deles nem sabemos o que significam. 
A pele é maior órgão do ser humano. Tem uma função protectora e tem também uma grande capacidade de absorção. 
Diariamente, utilizamos uma imensa gama de produtos na nossa pele. Seja na nossa higiene (tomar banho, lavar o cabelo, escovar os dentes, desodorizantes), seja na nossa beleza (maquilhagem e cremes de beleza) e nem pensamos que poderemos estar expostos a uma imensa quantidade de produtos tóxicos. 

Tal como são utilizados aditivos na indústria alimentar, também na indústria de cosmética e detergentes, são utilizados ingredientes para fazer espuma, dar cor, prolongar a durabilidade, dar cheiro, entre outros.  

Se na indústria alimentar há algum controle, na indústria da cosmética estão muito longe disso. Ingredientes considerados tóxicos e comprovadamente cancerígenos, têm a advertência para se restringir a sua utilização, quando deveriam ser proibidos.

Muitas das vezes o único ingrediente que conhecemos é a água, todos os outros são até difíceis de ler de tantas sílabas que têm. 

Também não nos damos ao trabalho de investigar o que estamos a usar e nem nos ocorre que determinados sintomas que começamos a ter podem ter origem em produtos que estamos a utilizar  não imaginando as consequências do seu uso para o nosso organismo. 
A maioria das marcas também faz os seus testes em animais. São testes de sensibilidade muito cruéis e dolorosos.

Estes workshops estão cada vez melhores, todos os ingredientes utilizados são de origem biológica e dou sempre preferência aos produtores nacionais.
A partilha é muita e saímos daqui sempre um pouco mais ricos e melhores seres humanos, porque sentimos, mesmo, que contribuímos para um planeta melhor.


Data:11 Maio 
Local: Lisboa - Lumiar
Horário: 19h - 22h
Donativo: 40€ (Inclui: kit oferta com todos os produtos elaborados no wS (creme regenerador intensivo de rosto, creme hidratante de corpo, pasta de dentes, desodorizante, pasta de curcuma para golden milk e detergente lava-tudo), informação teórica, manual com receitas  e ingredientes de origem biológica )
Formadora: Isaura Faria (certificada pelo IEFP)
Inscrições* e Informações: - cursovegetariano@gmail.com / 913 325 060

*Vagas limitadas: A inscrição só é confirmada após o pagamento ou sinalização para nib a indicar.







  


 











29/04/2016

LASANHA DE VEGETAIS COM MOLHO DE AVELÃ * vegan * glúten free

Queridos Amigos

Deixo-vos com uma receita super deliciosa que fiz cá em casa e ficou do melhor que há.
Como evito consumir glúten sempre que posso e como em casa não entra nada de origem animal, tive de reinventar esta receita ao meu gosto. 
Fui inspirada num livro de receitas do Jamie Olivier, mas fiz as minhas alterações, ao meu gosto e esta é totalmente sem glúten :-), vegan e bio.





Para as "folhas de lasanha":
Não vou utilizar as folhas tradicionais de lasanha. Vou fazer uma alteração que vão gostar muito e fica excelente!

1 batata doce grande e comprida cortada em laminas finas com o meu cortador Borner
sal q.b.

Para o Recheio:

Podemos utilizar qualquer tipo de vegetais ao nosso gosto. Os que utilizei foram cortados em laminas finas, para ficar tudo uniforme. As quantidades são a gosto e sempre proporcionais ao tamanho do pirex que vamos utilizar.

Couve roxa
Curgete
Brócolo
Batata Doce 
Fio de azeite
Sal q.b.
Curcuma e pimenta preta q.b.
Gengibre em pó q.b.
Cominhos em pó q.b.
Creme vegetal de aveia - 2 c. sopa

Para o Molho:

Creme vegetal de aveia ( ou de soja, ou coco, ou arroz...) 1 embalagem
Tofu Cremoso - 1/2 embalagem (este tofu é excelente para molhos)
Avelã - 1 chávena 
Sal e pimenta q.b.






Modo de Preparação:

Base:
Saltear num fio de azeite as laminas de batata doce até estarem translucidas. Não deixar cozinhas demasiado. Temperar de sal. Reservar.


Recheio:
Numa frigideira saltear os legumes do recheio, num fio de azeite com as especiarias, até estarem "al dente", uma vez que acabarão de cozinhar no forno. Adicionar as 2 colheres de sopa de creme de aveia e envolver. Reservar






Molho:
Bater todos os ingredientes numa picadora (bimby ou liquidificadora, ou varinha mágica...) até estarem bem envolvidos.  Reservar


Empratamento:

Forrar o fundo do pirex com lâminas de batata doce. Cobrir com algum recheio de vegetais. Repetir este procedimento até encher o pirex. A última cada é de batata doce.
Deitar o molho por cima, com a ajuda de uma faca ou um garfo, afastar as "folhas de lasanha" para que o molho preencha a maior parte de espaços livres por todo o pirex.
Salpicar com um pouco de levedura nutricional sem glúten (pode ser levedura de cerveja, mas esta tem glúten).
Levar ao forno até estar tostadinho.





Aqui as advertências são as mesmas de sempre. Dar prioridade a ingredientes de origem biológica, principalmente os vegetais e derivados de soja, como o tofu cremoso.

Servir com salada "salpicada" de quinoa cozida é quanto baste para se ficar deliciosamente saciado.

Enjoy

22/04/2016

SALADAS DE POTE - muito mais que uma simples salada.

Queridos Amigos


Acho que vem mesmo aí o bom tempo e como vamos querer comidinhas mais leves, frescas e muito saborosas, vou ensinar-vos a fazer SALADAS DE POTE.
São maravilhosas e dá para fazer para toda a semana. Podem ser guardadas no frigorífico durante vários dias.
Não é espectacular?
Apenas temos de respeitar algumas regras de acondicionamento e resultará na perfeição.

Fiz a minha primeira experiência há dias e ficaram tão boas e duraram tanto tempo, quase uma semana, que estou fã deste tipo de saladas.

Vejam as minhas primeiras saladas de pote e depois vou ensinar-vos a fazerem as vossas :-)














Serão necessário frascos de vidro que podemos reciclar quando estão vazios. Tenho o hábito de guardar os frascos de vidro e assim reutilizá-los nestas e noutras coisas, como por exemplo guardar sementes, leguminosas, arroz, quinoa, tâmaras, pois compro tudo a granel, evitando assim o desperdício da embalagem e guardo nos frasquinhos reciclados.

Vamos a isso:
Algumas dicas importantes antes de fazerem as vossas experiências.

  • Tentar ao máximo utilizar sempre alimentos de origem biológica, principalmente as verduras e as frutas. Hoje em dia os agrotóxicos são cada vez mais intensos, direccionados e prejudiciais à nossa saúde.
  • Utilizar sempre leguminosas cozinhadas em casa ou se forem de compra, sempre adquiridas em frasco de vidro. Tem 2 vantagens. a primeira é que poderemos reutilizar o frasco, a segunda e muito importante é que as leguminosas de lata são cozinhadas dentro das latas (sei-o de fonte segura) que têm BPA no seu interior, o qual é libertado pela acção do calor. Fácil imaginar o "prejuízo" para a nossa saúde....
  • Lavar muito bem todas as verduras e frutas, é essencial e também é importante secá-las muito bem antes de as introduzir no pote.

Primeiro Passo

Escolher os frascos (vou chamá-los de potes) que devem ter uma boca larga para assim ser mais fácil a introdução dos alimentos e também ser mais fácil para introduzir o garfo quando se come a nossa salada de pote. Devem estar bem lavados e bem secos.

Segundo Passo

Escolher os alimentos que vamos colocar nas nossas saladas. Podemos variar para não enjoar e assim termos as nossas saladas bem diferentes para toda a semana.

Terceiro Passo  

A montagem da nossa salada de pote. 
Há regras a seguir para que as nossas saladas de pote se conservem na perfeição. São regras fáceis mas essenciais.

Há que introduzir os alimentos por camadas.

Primeira camada

O tempero: Eu costumo fazer um molho que fica delicioso e que dá um toque muito especial às minhas saladas. Os meus alunos adoram, também.
Azeite, sumo de limão (ou vinagre de cidra) 1 c. sopa de levedura de cerveja, sal, pimenta preta e curcuma. As quantidades são sempre proporcionais ao que vamos necessitar.

Segunda camada

Leguminosas , legumes cozinhados e crus que são mais rijos e não "cozem" em contacto com o molho. Podem utilizar tofu, massa e algo mais que vos apeteça. A salada de pote pode ser uma refeição de pote completa :-)

Terceira camada

As folhas mais finas e tenras, os germinados, a fruta.

Quarta camada

As sementes e as bagas. Aqui podemos brincar muito pois há uma imensidão de alternativas que podemos colocar. De cânhamo, de chia, de goji, de linhaça, de girassol, de abóbora, avelã, nozes, amêndoa, etc...


Quando a nossa salada de pote está pronta, fechar muito bem o frasco e guardar no frio até ao dia do seu consumo.
Na altura de saborear a sua salada, será só virar o frasco ao contrário para o molho atingir todas as camadas e despejar num prato ou comer mesmo do pote :-)

Fácil, não é?? pois é...e tão proporcional ao bom que é e que sabe.

Procurem na net, há muita informação, muitas dicas, muitas receitas, embora a nossa imaginação e criatividade sejam sempre os melhores ingredientes, por excelência.

Bom apetite e bons potinhos saudáveis .

Abracinho à volta do pote.



Nunca respondam a este email quando recebem uma newsletter. Para me contactar é sempre pelo email cursovegetariano@gmail.com
Várias pessoas têm ficado sem resposta, porque o que recebe na sua caixa de correio é uma newsletter e é gerida pela blogsopt.

18/04/2016

AGENDA MENSAL WORKSHOPS MAIO





Queridos Amigos

Com o mês de Abril completamente esgotado, publico já a agenda de Maio para que possam ver e sentir quais os wshops a que querem assistir. Em Maio terei 3 Iniciações ao Vegetarianismo, pois as inscrições são imensas e não posso deixar ninguém de fora com este tema tão importante e que tem mudado a vida de tanta gente.
Era para começar o SEM GLÚTEN, em Maio, mas terá de ficar para Junho.
As MEZINHAS CASEIRAS, como é um workshop noutros moldes, uma vez que só há cosmética e mezinhas, passou para pós laboral, durante a semana.
Irei estar em alguns espaços ao ar livre (Lx Factory - dia 8 de Maio Open Day Organii - 17h)a dar um workshop gratuito com o tema SNACKS DE VERÃO. Serão wshops mais pequenos, mas que serão muito úteis para poderem ter ideias de snacks saudáveis para a praia, para o emprego, para as crianças, etc.


Como sabem, necessito sempre de assistente para os meus wshops, pelo que se quiserem vir gratuitamente ajudar, é só enviarem um email. A única condição é já terem feito um wshop de culinária, comigo, no meu espaço.


As inscrições* e informações são feitas para: cursovegetariano@gmail.com / 913 325 060


*Vagas Limitadas: a inscrição só é confirmada após sinalização para IBAN a indicar

INICIAÇÃO AO VEGETARIANISMO
(este workshop é o mesmo em todos os dias)
Datas: 
30 Abril - ESGOTADO
7 Maio - 1 VAGA
21 Maio - ESGOTADO
22 Maio  - ESGOTADO
Local: Lisboa - Lumiar
Horário: 10h - 14.30h
Donativo: 30€ (Inclui: parte teórica, manual com receitas, degustação de todas as receitas e ingredientes de origem biológica - almoço incluído)

Formadora: Isaura Faria (certificada pelo IEFP)





O TOFU, SEITAN, TEMPEH e QUINOA, são algumas das alternativas mais  utilizadas pelo regime vegetariano, mas a maioria das pessoas desconhece como os preparar para poder confeccionar deliciosas receitas.
Neste workshop iremos aprender as principais características destes alimentos, as diferentes formas de confecção, para em vossas casas as poderem preparar dando asas à vossa imaginação.  Excluí a soja texturizada dos meus workshops pois é obtida através da refinação dos óleos, o que se aconselha o consumo moderado deste produto. Explicarei tudo sucintamente.

Como é habitual irei explicar os benefícios e características de cada um destes ingredientes e depois iremos confeccionar e saborear deliciosas receitas com cada um. Começamos sempre este wshop com um excelente sumo desintoxicante de fruta e vegetais que todos adoram e é sem dúvida um hábito a adquirir pela maravilhosa sensação de bem estar, vitalidade e satisfação que proporciona, além de um excelente e natural eliminador de gordurinhas.

Para terminar faremos uma deliciosa sobremesa, ideal para crianças e diabéticos, isenta de açucares e muito docinha.


Este WS passou a terminar às 14.30 :-) a informação a passar é cada vez mais e há sempre muita partilha. Fico feliz :-)



MEZINHAS CASEIRAS - pós laboral

Data: 11 Maio  ESGOTADO
Local: Lisboa - Lumiar
Horário: 19h - 22h
Donativo: 40€ (Inclui: kit oferta com todos os produtos elaborados no wS - creme regenerador intensivo de rosto, creme hidratante de corpo, pasta de dentes, desodorizante, pasta de curcúma para Golden MIlk e detergente lava tudo, informação teórica, manual com receitas  e ingredientes de origem biológica ) Há sempre um mimo oferecido pela Organii, Cosmética Biológica.

Formadora: Isaura Faria (certificada pelo IEFP)




Sempre que compramos um produto, seja de cosmética (um shampoo, um gel de banho, um desodorizante, uma pasta de dentes, uma maquilhagem), de limpeza, um protector solar ou um simples ambientador, nunca pensamos que por detrás desse produto podem estar ingredientes altamente tóxicos e que usados continuamente podem provocar danos graves e sérios na nossa saúde. 
Olhar a composição desses produtos pode ser uma verdadeira aula de química, pois encontramos  emulsionantes, conservantes, corantes, espessantes, solventes, fragrâncias, derivados de petróleo, etc… e na maioria deles nem sabemos o que significam. 
A pele é maior órgão do ser humano. Tem uma função protectora e tem também uma grande capacidade de absorção. 
Diariamente, utilizamos uma imensa gama de produtos na nossa pele. Seja na nossa higiene (tomar banho, lavar o cabelo, escovar os dentes, desodorizantes), seja na nossa beleza (maquilhagem e cremes de beleza) e nem pensamos que poderemos estar expostos a uma imensa quantidade de produtos tóxicos. 

Tal como são utilizados aditivos na indústria alimentar, também na indústria de cosmética e detergentes, são utilizados ingredientes para fazer espuma, dar cor, prolongar a durabilidade, dar cheiro, entre outros.  
Muitas das vezes o único ingrediente que conhecemos é a água, todos os outros são até difíceis de ler de tantas sílabas que têm. 
Também não nos damos ao trabalho de investigar o que estamos a usar e nem nos ocorre que determinados sintomas que começamos a ter podem ter origem em produtos que estamos a utilizar  não imaginando as consequências do seu uso para o nosso organismo. 


A maioria das marcas também faz os seus testes em animais. São essencialmente testes de sensibilidade, muito cruéis e dolorosos.

Um dos muitos testemunhos que tenho recebido e que são a grande motivação para continuar a fazer muito mais:


“Quanto ao feedback em relação aos produtos do workshop de mezinhas, estou rendida. Adoro tanto o desodorizante, como o creme de corpo e o facial. São fantásticos! Estou muito agradecida por ter recebido todas estas coisas boas feitas por si e ainda poder ficar com o conhecimento para as poder fazer em casa. Desde então estou muito mais atenta aos ingredientes que ponho no meu corpo e já tenho transmitido muita dessa informação as pessoas próximas.”


Já estou a usar os cremes que fizemos em sua casa e estou a adorar. Noto na minha pele, apenas ao fim de alguns dias, alterações significativas, no bom sentido claro.
Agradeço-lhe a partilha de informação que tem feito nos seus workshops, que muito têm contribuído para a tomada e consciência dos seus formandos para o que nos faz mal e o que nos é benéfico em termos de saúde."

“Muito obrigado pelo seu trabalho, Isaura! Está a mudar os hábitos de muitas pessoas, ir aos seus workshops é uma inspiração para nos tornarmos mais saudáveis e em comunhão com a Natureza! “


ALTERNATIVAS AOS LACTICÍNIOS


Data: 14 Maio - 3 VAGAS

Local: Lisboa - Lumiar

Horário: 10h - 14h

Donativo: 30€ (Inclui: parte teórica, manual com receitas, degustação de todas as receitas e ingredientes de origem biológica - almoço incluído)

Formadora: Isaura Faria (certificada pelo IEFP)




Muitas pessoas, incluindo cada vez mais crianças, se queixam de patologias directamente relacionadas com o consumo de produtos lácteos, nomeadamente todo o tipo de alergias e sintomas respiratórios, entre outras, sem saberem que é das principais razões.
As populações são aconselhadas a consumir leite também para a prevenção da osteoporose, mas não sabem que a sua pasteurização destrói a fosfatase, uma enzima essencial à absorção do cálcio. 
De fácil conclusão é que nos países ocidentais, onde se consomem muitos lacticínios há uma grande incidência de osteoporose, enquanto que nos países asiáticos, onde praticamente não se consome leite, quase não existe osteoporose.  

Aprender a fazer os seus leites vegetais, estes sim, muito ricos em cálcio, manteigas vegetais, isentas de gordura saturada que encontramos na manteiga animal (além de antibióticos e hormonas), cremes e queijos deliciosos e muito saudáveis, que vão fazer as suas delícias. 


Todos eles ricos em verdadeiro cálcio. 



TALHO VEGETARIANO

Data: 15 Maio - 4 VAGAS
Local: Algés -  Showroom do Talho Vegetariano -  Rua Quinta de Santa Marta, 4 G/H
Horário: 12h - 16h
Donativo: 30€ Inclui: parte teórica, manual com receitas, almoço e muitas degustações incluídas)



Formadora: Isaura Faria (certificada pelo IEFP)





Esses workshops são em Algés no Showroom do Talho Vegetariano onde têm TODOS os produtos por eles comercializados e que podem ser adquiridos no final do workshop a um valor especial. O T.V. comercializa 3 gamas:
Talho Vegetariano,  a Fry's, completamente Vegan e com produtos de comer e sorrir por mais. Os chocolates da Il Modicano, que são crus e vos garanto...não vão resistir.



Neste WS serão apresentados alguns (muitos) produtos destas 3 marcas (não podem ser todos senão ficaríamos dois dias ali :-)) mas serão aqueles mais versáteis e práticos para o vosso dia a dia. No final deste workshop, quem quiser, poderá assistir a uma demonstração gratuita da slow juicer Greenis, a maravilhosa máquina de sumos que eu utilizo nos meus workshops e que também faz leites, manteigas, smoothies e gelados.



Desejo a todos uma excelente semana e fiquem com aquele imenso abraço no coração de cada um de vós.


I.F.